Lisboa, Portugal

©2019 by Happy Routines. Proudly created with Wix.com

 
  • Rita Carvalho de Matos

A importância de "arrumar" o Natal

Diz a tradição que, a seguir aos Reis, é tempo de voltar a arrumar a Árvore e a decoração de Natal. Cá por casa não cumprimos a tradição à regra, mas, mais à frente em Janeiro, retiramos a decoração de Natal da sala, que é o único sítio que se transforma nesta época. É sempre com alguma tristeza que esse dia chega. Diria que é uma tristeza que se vai acumulando desde dia 26 de Dezembro até ao dia de empacotar tudo outra vez. Não fosse o facto de o Vicente fazer anos logo no início de Fevereiro, e este primeiros meses até à Primavera eram mesmo lentos, frios e algo tristes. Na verdade, eu vibro com a emoção que o Natal parece trazer aos corações, às expressões de toda a gente. Em Dezembro há uma energia especial no ar, há mais amor, e mesmo sendo o mês em que começa o Inverno, parece que o calor humano contrabalança com o frio exterior (que este ano nem se fez sentir muito). São 2 a 3 semanas mágicas e que na verdade passam a voar naquelas pouco mais de 24h entre o dia 24/12 e a tarde de 25/12. Como não gosto da celebração do fim de ano, instala-se em mim um vazio tramado a partir de dia 26 que termina quando me começo a debruçar com a festa de aniversário do meu amor maior. Estou precisamente nessa fase de transição.

E agora que me preparo para desfazer a decoração de Natal, decidi debruçar-me sobre a importância que essa tarefa do presente terá daqui a pouco mais de 10 meses, quando chegar a hora de festejarmos o Natal de 2020.


1 – Não guardo nada que se tenha estragado. Decorações partidas vão para o lixo e luzes fundidas são substituídas antes de guardar. Do ponto de vista energético, guardar coisas estragadas puxa a energia da casa para baixo e falando bem verdade, se não arranjarmos agora, para o ano, quando abrirmos, ou vai para o lixo directo ou vamos usar assim mesmo, tentando esconder o dano. Vale bem a pena tomar a decisão já.


2 – Faço sempre um “joy check” antes de guardar. É este o momento ideal para saber se para o ano vamos usar novamente determinado item. É fácil sentir, no hoje, o que cada bola, cada grinalda de luz, cada pai natal ou rena, … nos fez sentir. Se não contribuiu de forma clara para um sorriso colectivo quando abrimos a caixa e a utilizámos, a probabilidade de continuar a ser apenas uma decoração de Natal para o ano, é enorme. E nós escolhemos viver rodeados apenas de tudo o que nos traz e inspira alegria.


3 – Mantemos um item que traz alegria no tempo frio. Neste período de Inverno, e de mudança de hora para dias mais curtos, as janelas fecham mais cedo, e a verdade é que as luzes de Natal dentro de casa tornam o ambiente muito mais acolhedor. Assim, decidimos manter a nossa cortina de estrelas em utilização até à nova mudança da hora, em Março. Ajuda-nos a prolongar este bom sabor de serões confortáveis em casa.


4 – Arrumamos todos os itens idênticos juntos. Embora não tenhamos muita coisa, opto sempre por colocar as bolas todas juntas, os enfeites de bonecos juntos, presépio com todas as peças juntas… e reutilizo para o efeito todas as boas caixas de cartão que tenho. Há quem prefira caixas transparentes (que são sempre uma boa opção porque vemos directamente o que está lá dentro), mas como o reaproveitamento de caixas grandes é uma óptima e económica opção, é a minha opção. No final, para além da caixa original da árvore que mantivemos, tenho 3 caixas rectangulares lindas (pretas com uma fita vermelha dum cabaz que costumo receber todos os anos) e uma caixa funda vermelha. E está feito. São caixas resistentes, com um aspecto bem natalício, e que ficam arrumadas na arrecadação, todas juntas, no local designado para as festas. Ficam perto da caixa do Halloween e da Páscoa (outras duas alturas do ano em que transformamos por aqui a nossa sala).


5 – Investimos tempo na arrumação das grinaldas de luzes. Não há nada pior que, para o ano, no meio da animação de montar a decoração do Natal, alguém ter de perder 45 minutos a desembrulhar as luzes. Arrumem agora como se fossem devolver à loja e para o ano seria alegria do princípio ao fim a tarde de inauguração da época natalícia.


Simples! Desejo vos uma excelente arrumação de Natal e um fantástico início de ano, repleto de escolhas felizes!

50 visualizações